Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

palavrasfelinas

palavrasfelinas

LXXIII


No começo eram os nomes que nos chamavam


as palavras que saíam de nós eram a caixa da nossa ressonância


o ovo posto no casulo coberto com musgo verde


mas a corola flutuante das gaivotas levou-nos por ruas


onde nos entregámos à nossa parte dos incêndios...


 

LXXIII


No começo eram os nomes que nos chamavam


as palavras que saíam de nós eram a caixa da nossa ressonância


o ovo posto no casulo coberto com musgo verde


mas a corola flutuante das gaivotas levou-nos por ruas


onde nos entregámos à nossa parte dos incêndios...


 

LXXII


Imperturbável é a dor do sonho que passeia contigo ao lado


um sonho que rumoreja nas colinas florescentes da música de fogo


iria contigo até onde as pétalas se desfolhassem em submissos tapetes maravilhados


e tu...no mais alto de ti..passeasses esvoaçando sobre a areia escarlate...


como uma filosofia onde o amor fosse apenas carne...


 

LXXII


Imperturbável é a dor do sonho que passeia contigo ao lado


um sonho que rumoreja nas colinas florescentes da música de fogo


iria contigo até onde as pétalas se desfolhassem em submissos tapetes maravilhados


e tu...no mais alto de ti..passeasses esvoaçando sobre a areia escarlate...


como uma filosofia onde o amor fosse apenas carne...


 

LXXI


Folheio a verdade das coisas como se fossem resíduos de sóis inflorescentes


descubro essas verdades nos lábios polidos das ruas que saem de mim


flutuo na crista de um vale onde esvoaçam cabeças salpicadas por incêndios


e escuto a inaudível sonata de um sonho despojado de aves submissas...


 


 

LXXI


Folheio a verdade das coisas como se fossem resíduos de sóis inflorescentes


descubro essas verdades nos lábios polidos das ruas que saem de mim


flutuo na crista de um vale onde esvoaçam cabeças salpicadas por incêndios


e escuto a inaudível sonata de um sonho despojado de aves submissas...


 


 

LXX

 


O sítio invisível do desejo...a música que floresce nas crianças


bem sabes que no alto os glaciares vigiam os lábios....o frio corta..o sémen escorre


e no granizo incendiado as flores cobrem-se de azul-leitoso..


 

LXX

 


O sítio invisível do desejo...a música que floresce nas crianças


bem sabes que no alto os glaciares vigiam os lábios....o frio corta..o sémen escorre


e no granizo incendiado as flores cobrem-se de azul-leitoso..


 

LXIX


Talvez estejas no meio dos rumores que se ouvem nas ruas cobertas de saibro


talvez os teus passos sejam a cidade por detrás de mim


ou talvez sejas o desfiladeiro que me leva ao encontro de uma rua sem fim...


 

LXIX


Talvez estejas no meio dos rumores que se ouvem nas ruas cobertas de saibro


talvez os teus passos sejam a cidade por detrás de mim


ou talvez sejas o desfiladeiro que me leva ao encontro de uma rua sem fim...


 

Pág. 1/8