Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

palavrasfelinas

palavrasfelinas

Há uma maneira de dizer as coisas.

3816434-Stock-Foto-Herbst-Baum-mit-gelben-Bl-ttern

Há uma maneira de dizer as coisas..um sol que respira nas mãos calejadas

Um caminho onde os espelhos me mostram os sentimentos das tardes

Sento-me sozinho..contente..e descubro que os outros são estranhos seres alados

E é exactamente por isso que estremeço na minha cadeira de verga-desbotada

Podia ser um cego que caminhasse pelo olhar dos mortos ao fim da tarde

Mas sinto-me mais como se fosse uma palavra que não sei dizer

Sou a apóstrofe dos astros e vivo como sempre fui..um devorador de luz

Um amarelo-ensanguentado..um acendedor de seivas..sibilino e desengraçado

Conheço também as penumbras e os factos que os lilases escondem

Nas minhas costas crescem casas desabitadas...mortificam-me esses lares inseguros

E na minha frente estão as palavras que não consigo escrever...avanço de folha em folha

Descubro no branco estagnado das linhas o começo das sombras

Não desejo nada..sou como muitas outras pessoas...uma cor feita de claridades

E por muito que pense no destino..

Pairarei sempre como um sino sobre um manto de ossos

Concerteza que as coisas darão pela minha ausência..

E a loucura preferirá lavar-se noutra água

Eu...só darei pelo medo quando o meu pensamento pestanejar dentro de uma redoma

E mesmo assim...o mais certo é levantar-me e caminhar pela casa..nu como um dia frio

Penso que me sentiria bem

Se a penumbra me elucidasse sobre as raízes que me fortificam

Dou voltas e voltas a mim..e sonho como um camaleão..devoro-me totalmente

É uma boa maneira de dizer que estou aqui...

Esta ou outra tanto faz..

Gosto que as minhas palavras se escoem pela luz da tarde

E que no sossego dos sonhos viva uma outra vida...talvez a vida de um plátano

Que usufrui do sol..mas dá sombra...

 

3 comentários

Comentar post